Dieta ideal para emagrecer com saúde deve conter todos os nutrientes necessários ao organismo e não ter excessos

Ao contrário do que se costuma acreditar, diferentes tipos de dietas geram, em longo prazo, a mesma perda de peso. A constatação é de um estudo recente realizado na Universidade de Harvard e publicado na revista inglesa The New England Journal of Medicine que desmistificou o carboidrato como o vilão da dieta.

A pesquisa analisou 811 pessoas acima de seu peso ideal que apresentavam Índice de Massa Corporal (IMC) entre 25 e 40 durante dois anos. Os pacientes foram submetidos a três tipos de dietas diferentes para emagrecer: a que restringe gordura, a que reduz carboidratos da alimentação e a que retira do cardápio a carne vermelha. O resultado mostrou que não há diferença significativa na perda de peso entre as diferentes formas de dieta.

— Todas as dietas com redução de calorias resultam em uma perda de peso — analisa o endocrinologista, Marcello Bronstein.

Segundo o médico, apontar os carboidratos como vilões da obesidade não é correto e as dietas que propõem elimar qualquer nutriente da alimentação seriam “modismos”.

Para a nutricionista Ana Carolina Bragança, os carboidratos normalmente são vistos com maus olhos não porque são mais calóricos, mas porque são os nutrientes que mais consumimos.

— A chance de extrapolar na dieta é, por isso, maior. Mas, 1 grama de carboidratos tem 4 calorias, valor exatamente igual ao das proteínas. Além disso, os carboidratos são extremamente necessários em uma dieta equilibrada de longo prazo para emagrecer com saúde — explica.

Estes nutrientes são responsáveis por fornecer energia e sua falta faz com que o organismo use a massa magra como fonte de energia, podendo causar até flacidez.

De acordo com a nutricionista, uma dieta ideal deve ser equilibrada e conter todos os tipos de nutrientes que são importantes para o nosso corpo, desde se tome cuidado com a quantidade e que não haja excessos.

Fonte: Zero Hora on-line (Bem-Estar)

PUBLICIDADE